sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

QUAL A MELHOR PLATAFORMA PARA E-COMMERCE DE LOJA VIRTUAL?

QUAL A MELHOR PLATAFORMA PARA CRIAR UMA LOJA VIRTUAL PROFISSIONAL? 


Se você chegou até este artigo, provavelmente você esta buscando um grande passo para construir uma loja virtual para sua empresa ou seu negócio. Quem descobre em algum momento da sua dura vida da informática que chegou a hora de criar um negócio mais "profissa" se surpreende ao descobrir que não há quase nada na internet brasileira que ajude uma pessoa leiga sobre como criar uma loja virtual profissional. Primeiro, vamos abordar sobre como se publicavam as lojas virtuais até cerca de 10 anos atrás. 

A maioria das lojas surgiu por meio de publicação HTML, ou seja, aquela em que o web design criava página por página, cada produto. Era um trabalho monstruoso. Ainda hoje, muitas lojas virtuais no Brasil funcionam dessa forma devido a falta de mão-de-obra capacitada para programar sistema de e-commerce no Brasil. A este método de loja virtual chamaremos de "SISTEMA MANUAL DE PUBLICAÇÃO". 

Porém, com o crescimento do e-commerce, foram surgindo novas ferramentas para aperfeiçoar e agilizar a venda de produtos pela internet.
Em meados de 2008 o e-commerce praticamente explodiu no Brasil e no mundo, e desde então tem crescido a uma taxa de 164% ao ano. 

Desse crescimento, surgiu a necessidade de sistemas automatizados que permitissem uma melhor publicação das lojas virtuais. Foi aí que em 2007 surgiram as primeiras ferramentas para loja virtuais, as PLATAFORMAS!

No conceito de PLATAFORMA, o lojista ao invés de publicar por meio de página, instala uma série de arquivos em seu servidor FTP que monta uma loja online. Essas ferramentas são construídas em sua maioria à base de linguagem PHP, CSS e Banco de Dados. 

As plataforma de e-commerce, são portanto, ferramentas interativas e gerenciáveis, tal como, por exemplo, o Cpanel do seu site. O acesso a essas plataformas é feito por meio de uma URL, Login e Senha instalado pelo programador na raiz do seu site (FTP). Nessas plataformas você pode criar credenciais de administradores e empregados, limitando a função de cada um.

Por se tratar, como dito, de uma plataforma, é uma ferramenta gigantesca que irá requerer atualização, manutenção e trabalho constante do programador.

Essas plataformas seguem o mesmo conceito do B2B. Sistema B2B são mega plataformas de e-commerce que também operam vendas. Essas mega plataformas são usadas por empresas como Extra, Magazine Luiza, Casas Bahia, etc.

Você precisa compreender que quando acessa, por exemplo, o extra.com.br - na verdade não se trata de um site. O Extra.com.br é uma mega plataforma de vendas com sistema de banco de dados, publicações, controle de clientes, etc. É um sistema de gestão de e-commerce completo! 

Na  verdade, Extra, Ponto Frio e Casas Bahia são a mesma empresa. Estão integradas por meio de plataforma B2B onde compartilham estoques, vendas, clientes, etc. A plataforma B2B dessas empresas brasileiras líderes do varejo são operadas pela empresa e-Hub, que é também a maior fabricante mundial de B2B neste segmento. Uma plataforma B2B custa alguns milhões por ano. Não há plataforma B2B gratuita. 

Agora, se seu comércio não é tão grande, você não precisará de uma plataforma B2B, poderá usar uma plataforma gerenciável B2C. Uma plataforma B2B será necessária quando você tiver um e-commerce muito grande, que irá consumir muitos recursos de TI, como servidor potente, espaço para banco de dados de produtos e clientes, etc. 
Uma empresa como Extra, por exemplo, deve ter cerca de 30 milhões de clientes. A plataforma B2B deles é simplesmente um prédio inteiro nos EUA.

Entendido o conceito de plataforma B2B, vamos ao que realmente nos interessa, as plataformas para reles mortais como nós:


ANTES DE COMEÇAR, LEIA O POST SOBRE INFRAESTRUTURA PARA LOJAS VIRTUAIS (IMPORTANTÍSSIMO E FUNDAMENTAL) DISPONÍVEL AQUI NO BLOG 


PRIMEIRO PASSO: Escolha a plataforma

Você deverá antes de mais nada, escolher que plataforma de e-commerce irá instalar em seu servidor para realizar suas vendas. Existem várias plataformas pagas, mas neste artigo irei abordar apenas as gratuitas. Contra as plataformas pagas, além dos preços de mensalidades, pesa que a maioria delas impõe limites de cadastramento de produtos, e a instalação é feita em servidores de terceiros, ou seja, além do acesso, nada ficará sobre seu controle ou em seu servidor. O objetivo deste artigo é fazer com que você tenha a posse da sua loja, e total controle sobre ela. 

Numa plataforma, uma vez desenvolvido o template e o visual do seu site, você só precisará publicar seus anúncios sem necessidade de editar códigos ou construir página inteiras para somente publicar 1 produto. Vamos a primeira 







Site da ferramenta: http://www.joomla.org/

Na minha opinião, o Joomla é a plataforma mais fraquinha de e-commerce. Os web developers que conversei relatam dificuldades para trabalhar com a Joomla, segundo eles, a plataforma é muito limitada e não permite muita customização. 
Joomla é um dos principais sistemas de gestão de conteúdo da atualidade. A separação entre design, programação e conteúdo permite uma grande flexibilidade na produção de sites com design extremamente customizados. Além disso, existem milhares de templates prontos que agilizam o processo de criação de sites com rapidez e menor investimento.
O Joomla! é utilizado para o desenvolvimento de lojas virtuais, blogs, revistas online, portais de conteúdo, jornais, catálogos de produtos/serviços e diversos outros formatos de conteúdo. Isso é possível devido à grande diversidade de extensões - 10.071 mil - que permitem agregar novas funcionalidades com rapidez e eficiência. Possui versões em 64 idiomas e 2,8% dos sites da internet utilizam o Joomla!. É desenvolvido em PHP e pode ser executado no servidor Web Apache ou IIS e base de dados MySQL.
Para começar a usar essa plataforma, você pode baixar os arquivos fontes no próprio site do GNU, instalar em seu servidor e começar a customizar a sua loja. Mas se você não tem conhecimento em programação, terá que contratar um web developer ou assistir muitos vídeos no YouTube até aprender a usar a ferramenta, porém, sem um curso de programação PHP será bem difícil conseguir montar a sua loja. 
Uma Loja em Joomla custa em média R$2.000 


Site da ferramenta: http://www.magentocommerce.com
Magento é o mais usado e o mais famoso. É um sistema de e-commerce desenvolvido pela Magento INC, e que possui três edições, sendo a edição CE a versão livre. O Magento está se tornando cada vez mais popular no Brasil e no mundo, sendo utilizado como base para as lojas virtuais da Uol Host no Brasil, e por grande empresas fora do Brasil, como Fox, Nokia entre outras. Isso se deve a grande flexibilidade que ele proporciona aos desenvolvedores. Sua estrutura é baseada em módulos e foi desenvolvida com base no Zend Framework.
Com mais de 150.000 lojas implantadas no mundo e presente em mais de 50 países, o Magento é considerada a plataforma de ecommerce mais popular do mundo. Em pesquisa realizada pela Aheadworks em Setembro de 2012, foi constatado que o Magento é utilizado por 31,4% das empresas. Além disso, o termo "Magento" já é mais procurado na internet do que o próprio termo "e-commerce", segundo o Google Trends.
O Magento inclui todas as funcionalidades dos grandes players do mercado, com destaque para a otimização de sites (SEO) e a infinidade de módulos (plugins) que podem ser utilizados. Sua base de programação é sólida, segura e escalável, provendo o suporte tecnológico necessário para que o e-commerce apareça e cresça
Eu particularmente recomendo para quem não precise de um site com tanto "visual" e com que não irá usar muitos recursos gráficos. A plataforma do Magento é mais funcional do que gráfica. O site do CTMD ESHOP, por exemplo, não funcionária bem com o Magento, uma vez que tem muitas imagens, cores e recursos gráficos. A reclamação que ouço dos web developers é que sites em plataforma Magento demoram mais pra carregar do que o PrestaShop, tema do nosso próximo tópico.
O Magento é base de 62% das lojas de e-commerce no Brasil, ou seja, é líder de mercado. 
Uma Loja em Magento custa em média R$4.000 






Site da ferramenta: http://www.prestashop.com/pt/
PrestaShop - O mais dinâmico, o favorito dos developers, é também a plataforma mais difícil de encontrar quem trabalhe com ela no Brasil, apesar de haver uma comunidade no Facebook que já reúne mais de 2.000 developers. O problema é que o PrestaShop é relativamente novo, surgiu em 2007. O projeto open source tem pouco mais de 10 anos. Encontrar profissional para desenvolver em PrestaShop no Brasil é uma missão complicada. Segundo levantamento que fiz, há uma quantia de menos de 20 profissionais no Brasil que dominam PrestaShop "na veia". Aventureiro tem bastante, mas profissional mesmo, são aproximadamente 20 agências brasileiras oficialmente cadastradas pelo PrestaShop Embassy.
Mas vale a pena construir uma loja em PrestaShop. Elá é uma ferramenta completa, multidinâmica e leve para seu servidor. Com isso, estão surgindo a cada dia mais lojas em PrestaShop. Recentemente, o grupo que desenvolve o PrestaShop esteve em São Paulo onde fez uma conferência para divulgar a ferramenta. Esse esforço para tornar a plataforma popular levou o PrestaShop em apenas 7 anos atingir a marca de cerca de 3,5 milhões de Lojas Virtuais, sendo líder em alguns países da Europa como Portugal, Reino Unido, França e Suiça. 
Uma Loja em PrestaShop custa em média R$3.000
PrestaShop é um sistema de E-Commerce Open Source, desenvolvido em PHP e MySQL. Sua versão mais recente é a 1.5.3, sendo que desde a versão 1.4 apresentava 65 novas características e novidades em relação a versão anterior, tornando-se um dos sistemas E-Commerce Open Source mais completos do mercado. 
O PrestaShop está disponível sob a licença Open Software. O software, que é baseado no Smarty template engine, é usado por milhares de lojas em todo o mundo, mais de 40 idiomas estão disponíveis. Ele suporta vários meios de pagamento, como o Google Checkout, PayPal, Mercado Pago, Akatus, PagSeguro, DinheiroMail, PayU Latam, MoIP entre outros. Módulos de pagamento adicionais são oferecidos comercialmente e pagos.
O sistema PrestaShop faz uso extensivo de AJAX no painel de administração (Back Office). Mais Blocos (Addons) de módulos podem ser facilmente adicionados para fornecer funcionalidades extras, os Addons são normalmente fornecidos gratuitamente por desenvolvedores independentes. Os PrestaShop Group também dispõe de um mercado oficial de módulos e temas pagos.
Uma das grandes vantagens do PrestaShop é exatamente a possibilidade de instalar "módulos" na ferramenta. Módulos são recursos que você pode implementar em sua loja, e podem ser gratuitos ou pagos. Por exemplo, para calcular o frete você pode instalar o módulo dos Correios na sua plataforma do PrestaShop. Módulo é um  arquivo geralmente em formato próprio para PrestaShop que consiste em uma sequência de códigos programados em PHP que executa uma determinada função quando instalado na ferramenta. Funciona como a ideia de um App Store. Ou seja, você compra aplicativos para instalar em sua loja. Programadores também podem desenvolver módulos específicos de acordo com a necessidade da sua empresa. 
É a mais versátil para programadores e web designs, e a mais fácil de gerenciar. Possui um Painel de Controle (Back Office) bem completo e de fácil compreensão. 
Dê uma olhada no site do CTMD ESHOP, é todo construído em PrestaShop. 
Algumas vantagens e Recursos do PrestaShop (Front Office):
  • Promoções (descontos, vales-presente)
  • Os produtos em destaque na página inicial
  • Mais vendidos na página inicial
  • Novos itens na página inicial
  • oferece "frete grátis"
  • Cross-selling (Acessórios)
  • Zoom da imagem do produto
  • Pedido de itens fora de estoque
  • Contas de usuário
  • Inumeros métodos de pagamento brasileiros e internacionais
  • Pagamento por transferência bancária
  • Modulo Google Checkout ™
  • Dinheiro na entrega (COD)
  • Pré-configurado para ™ Paypal
  • Formulário de contato para multipols destinatários
  • Marcação de Produtos e bloco de tags
  • Pesquisa
  • Devolução de mercadoria (RMA) e reembolso de crédito
  • Monitoramento de encomenda
  • Oferta de embrulho de presente e embalagens recicladas
  • Fatura do cliente em PDF
  • Compras recall carrinho
  • Venda de serviços e bens virtuais
  • Favicon personalizado
  • RSS feed
  • Newsletter
  • Opção 'Pick up na loja' (Download de produtos)
  • Personalização do produto (texto e imagens)
  • Lista de Desejos
  • Programa de Fidelidade
  • Programa de Afiliados
  • Programa de benefícios do patrocinador a um amigo
  • Produtos vistos por clientes


Painel Administrativo (Back Office):
  • Categorias e subcategorias ilimitadas
  • Editor de texto completo WYSIWYG
  • Ilimitadas combinações de produtos
  • Ilimitadas especificações do produto
  • Imagens ilimitadas com o redimensionamento automático e otimização de arquivos
  • Todos os tipos de moedas
  • Ajustes fiscais e cobrança de impostos
  • Configuração de Trasportadora
  • Imposto por estado, país, zonas ou sem impostos
  • Preços em atacado (descontos para quantidades)
  • Taxas de câmbio em tempo real de moeda
  • Gestão de estoques
  • Alertas SMS / mensagens de texto
  • Adicionar / remover módulos de função
  • Códigos de barras
  • A ajuda contextual
  • Atributos especiais de produtos
  • Notificação de status de entrega de e-mail (personalizavel)
  • Línguas e dialetos ilimitados
  • Importação / exportação de línguas e traduções
  • 13 traduções da língua padrão
  • Search Engine Optimization (SEO)
  • URLs amigáveis ​​/ Permalinks
  • ​​temas gráficos 100% modificáveis
  • Usuários e permissões do Back Office (ACL)
  • Modo de Manutenção
  • Valor mínimo de encomenda
  • Exportação de contato Newsletter
  • Busca Alias
  • Bulk lister / importação. CSV
  • Criptografia SSL (Secure Sockets Layer)
  • visitantes online
  • Sistema de Gerenciamento de Conteúdo (CMS)
  • Relatórios
  • Grupos de clientes

SEGUNDO PASSO: QUALIFICAÇÃO - Avalie seus conhecimentos.

O segundo passo é avaliar seus conhecimentos para decidir se você tentará sozinho a construção da loja, ou se irá contratar algum web developer.
Se você conhece: PHP, CSS, HTML, SMARTY, AJAX, RENDERIZAÇÃO então é provável que você consiga sozinho. Alguns vídeos do YouTube poderão ajudar você.
Agora, se programação não é o seu forte, melhor não se aventurar. Neste caso não tem jeito, se quiser uma plataforma profissional terá que desembolsar uma certa quantia. Porém, considerando que é um investimento pago única vez, vale a pena! Terá que investir se quiser ganhar depois. 

TERCEIRO PASSO: ESCOLHA DO TEMPLATE - Aparência da Loja

Essa a decisão é a mais importante do seu projeto. Hoje em dia ninguém cria mais Loja Virtual do zero. Todos os programadores usam temas (templates) como referência. A partir de um determinado template, é feito a customização de forma a ficar do seu jeito, do seu gosto. Ou ainda, pode se fazer exatamente igual a um template que você goste. 
O Template é nada mais que o modelo, o visual do seu site. 
Existem milhares de templates para todas as três plataformas: MAGENTO, JOOMLA e PRESTASHOP, gratuitos ou pagos. 

O maior site de venda de templates é: http://www.templatemonster.com
Aqui você vê vários modelos de templates em Magento:
Aqui você vê vários modelos de templates em Joomla: 
Aqui você vê vários modelos para templates em PrestaShop:
Existem pela internet milhares de sites de templates. Pesquise e encontre o seu modelo favorito. Isso ajudará o seu web developer a construir a sua loja mais rapidamente. 
Uma projeto de Loja Virtual demora de 30 a 90 dias para ir ao ar.

QUARTO PASSO: Defina as formas de pagamento 

É importante que você tenha definido no inicio do seu projeto que tipo de formas de pagamento pretende aceitar. Cada plataforma tem situações e condições exclusivas para instalação de sistemas de pagamento. Você pode escolher integrar sua loja com:

- Operadoras de Cartão de Crédito e Boleto Bancário 
- Gateways de Pagamento (BrasPag, LocaWeb, UolGateway, etc)
- Intermediadores de Pagamento (PagSeguro, PayPal, PayU, Mercado Pago, etc)

Recomendo a leitura sobre Formas de Pagamento para Loja virtual em outro artigo que você encontra em nosso Blog explicando passo-a-passo sobre o funcionamento, a vantagem e a desvantagem de cada forma de pagamento. 

ÚLTIMO PASSO: Avalie a qualidade do seu Servidor

Você precisará de uma boa hospedagem para sua loja virtual. É importante verificar quais os recursos que sua hospedagem oferece. No mínimo, uma hospedagem para loja virtual deve oferecer:

Tráfego de banda ilimitado (se o número de visitas no seu site for muito alto o tráfego poderá travar o site e poderão ser geradas cobranças no seu plano)
Espaço em Banco de Dados Ilimitado (precisará de espaço para seu banco de dados que armazenará dados dos seus produtos, imagens, cadastros de clientes, etc). 
Espaço em Disco Ilimitado (não dá para mudar uma Loja Virtual de hospedagem a qualquer momento como se muda um site). 

Escolha hospedagens com espaço ilimitado pois sua loja vai crescer cada vez mais, e consumir mais recursos e sua hospedagem deve estar preparada para responder ao seu crescimento. 
Escolha um domínio nacional (.BR, .Com.BR, .net.br). - Algumas empresas não aceitam validar sites que não tenham registro no Registro.BR. A RedeCard, por exemplo, não homologa a forma de pagamento Komercim se o site da loja não estiver em .COM.BR. 
Fuja de sites com domínio internacional (.com, .biz, .org, etc). Esses domínios não tem valor jurídico no Brasil. 

OBSERVAÇÃO: E-commerce tem lei!

Nem precisa falar que sua loja estará sujeita a toda e qualquer lei nacional do comércio da mesma forma que lojas convencionais. Você deverá conhecer a fundo o Código de Defesa do Consumidor e a Leia do E-commerceSua loja deverá estar adequada segundo o Decreto nº 7962/2013 ou você poderá ser multado e ter a sua loja suspensa. 

NÓS ESTAMOS AQUI PARA AJUDAR! 

O CTMD TI tem uma equipe completa de especialista em construção de loja virtual sob demanda. Oferecemos toda consultoria, construção, atualização, treinamento e integração para sua loja virtual. Se você precisa de uma loja virtual profissional ou de um desenvolvedor, faça um orçamento conosco! 

-----------------------------------------
Autor: Ferreira, Ewertom 
Gerente de E-commerce do CTMD TI desde 2010, atua na área de gestão de web sites. Trabalhou em grandes empresas como IBM e Cisco, possui 8 certificações profissionais, entre elas Abraweb, Abradi, e vários prêmios em Publicidade Digital. Atuou como merchandising para empresas como Nokia, Samsung e Coca Cola. Contatos com o autor: empresas@ctmd.eng.br 

3 comentários:

  1. Ola, temos nossa loja virtual no PrestaShop e gostaria de saber se vc pode me passar contatos de especialistas de verdade, que possam consertar os erros que nosso programador fez no nosso. toda semana aparecem varios problemas novos no site;( manda pro nosso email por favor.. vendasviasol@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. É um post bem produzido, porém incompleto. Faltou o comentário do Drupal Commerce. Apesar de ser um Cms novo no mercado tem tantos recursos quanto o Magento.

    ResponderExcluir